MMIA | Mapa dos Meios Independentes para a Arte

Antes de partir para uma nova fase em minha pesquisa sobre os meios independentes para a arte, resolvi sinalizar, num google map, o resultado da fase de mapeamento. O mapeamento foi realizado a partir de mapeamentos realizados por outros pesquisadores no Brasil (como a Art.éria de Kamilla Nunes e o EAI de Lilian Maus); a partir de mapeamentos encontrados através de grandes navegações na internet, como o realizado pelo Artslant (www.artslant.com) e projetos como o Artist-run-spaces (www.artist-run-spaces.org) e o PROJEKTRÄUME (http://www.projektraeume-berlin.net); e de diretórios como o do Gestión Autónoma de Arte Contemporáneo e o do Whitney Museum (NY).

Vale dizer que os meios independentes foram aqui entendidos como iniciativas que não partem do Estado, nem de empresas, mas de pessoas que põem em marcha projetos, voltados para a cultura e a arte, que acreditam ser importantes para o desenvolvimento de uma comunidade específica ou da sociedade como um todo. Isso significa que abarca pequenos espaços independentes geridos por artistas ou “artist-run-spaces” mas também organizações não governamentais.

Este mapeamento está sendo utilizado na construção da CÓRTEX, base de dados dos meios independentes para a arte contemporânea, selecionado pelo Programa Rede Nacional da Funarte. O projeto foi idealizado e é coordenado por mim e realizado pela SOLar . projetos de arte.

ACESSE O MAPA!

 Captura de Tela 2016-05-10 às 16.26.38

Leave a Reply